quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Biscoito de Melado






Seja na época de Natal, Páscoa ou no decorrer do ano, um biscoito que sempre gostei aqui em Joinville foi este de melado. E hoje a postagem será dedicada a ele e a uma empresa do ramo a Biscoitos Werner.

Abaixo deixo uma reportagem publicada no Jornal A Notícia , uma reportagem veiculada pela RBS (filiada da TV Globo) e a página no Facebook da empresa.



Joinville- O período de natal chegou. É tempo de reviver aromas e sabores. Na mesa do catarinense, onde a colonização impregna a sua marca e mescla culturas, o biscoito de melado é um produto nutritivo que acompanha a vida o ano inteiro, mas que ganha formatos de pinheirinhos, botas, sinos, estrelas, papais noéis, instrumentos musicais, velas e guirlandas. No resto do ano, vale colorir a mesa e aguçar os sentidos com leques, bichinhos, nuvens e o que mais a criatividade mandar.

      Com sabor e perfume que agradam o todos os paladares, servidos com chá, leite ou café, os biscoitinhos de melado são o carro chefe da Werner, uma empresa que apostou numa receita que perfumava as ruas do bairro São Marcos, em Jonville. Como explica o proprietário José Henrique Werner, uma parceria fez com que a vizinha lhe cedesse a receita, em troca de trabalho para ela e suas ajudantes.

      Tradição passada de geração em geração, os biscoitinhos de melado do bairro São Marcos ultrapassaram os limites de Joinville e há  anos adoçam a boca de adultos e crianças em cidades vizinhas, inclusive no Paraná, São Paulo, Brasília, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Sem exageros, o proprietário conta das encomendas que recebe para presente. Embala pacotinhos especiais, que cruzam o Atlântico e garante que um deles, no passado, foi entregue ao papa João Paulo 2º, no Vaticano.

       Embora pareça complicada, o receita é simples. O segredo consiste na espessura da massa -quanto mais fininha, mais crocante, e no fato de deixar os biscoitinhos descansarem antes da pintura. O repouso faz com que ele encorpe e não quebre durante a pintura, que deve ser feita com a bolachinha na forma e não nas mãos. Para evitar desperdícios, outra dica é decorar como numa linha de produção. Usar primeiro uma cor em todos os biscoitinhos e depois voltar fazendo o restante dos desenhos com outra, ate o resultado desejado. Quem vai fazer a receita em casa pode aproveitar o momento da pintura como um motivo de união entre pais e filhos em torno da mesa, vivenciando o verdadeiro espírito do Natal.

       Mais informações na rua Tupy, 1137, bairro São Marcos, em Joinville, ou pelo telefone (47) 3417-3156.


Link para o Face



Link para Reportagem com a receita