sexta-feira, 18 de julho de 2014

Confitar



Confitar é inicialmente a técnica de cozinhar e armazenar carnes em sua própria gordura com o intuito de conservar. Como quase tudo na cozinha, o confit nasceu de uma necessidade e com o tempo, transgrediu e ganhou contornos gastronômicos sofisticados.  E hoje, algo que começou lá traz, com os egípcios, tem ares de prato refinado. Abaixo uma adaptação para tomates e cogumelos.

Confit de Tomates Cereja
- 200gr de tomate cereja cortados ao meio
- 2 dentes de alho cortados ao meio
- 1 galho de alecrim fresco
- sal marinho a gosto
- 1 colher de chá de vinagre
- azeite para regar
 












Confit de Tomates Italianos
- 2 tomates cortados ao meio
- 2 dentes de alho cortados ao meio
- 1 galho de alecrim fresco
- sal marinho a gosto
- 1 colher de chá de vinagre
- azeite para regar

Confit de Cogumelos
- 200gr de cogumelos frescos
- 2 dentes de alho cortados ao meio
- 1 galho de alecrim fresco
- sal marinho a gosto
- 1 colher de chá de vinagre
- azeite para regar

















A forma de preparo é a mesma: disponha os tomates ou cogumelos em uma travessa refratária, coloque os pedaços de alho, tempere com sal, alecrim e vinagre. Por último regue bastante azeite.


















Leve para assar em forno médio até que fiquem murchos (os tomatinhos cereja demoram uns 30 minutos e os demais, de 45 a 50 minutos).

















Deixe esfriar e leve à geladeira em pote bem fechado.