domingo, 17 de fevereiro de 2013

Camarões - Defeitos e Causas - Post IV

Cabeça Vermelha
Aparência: ponto vermelho vivo entre a cabeça e o corpo.
Causa: descongelamento muito rápido
Consumo: O camarão pode ainda ser consumido, mas seu período de conservação no gelo será reduzido.
Melanose
Aparência: coloração cinza ou preta na cabeça ou em partes da casca.
Causa: baixo teor do conservante metabissulfito.
Consumo: Não apresentam risco à saúde e podem ser consumidos.
Cabeça Caída
Aparência: a cabeça muito inclinada em relação ao corpo.
Causa: descongelamento e manuseio incorretos.
Consumo: Podem ser consumidos mas seu tempo de conservação fica reduzido.
Deteriorado
Aparência: coloração amarelada ou rosa laranja acentuada, normalmente já sem a cabeça.
Causa: conservação inadequada ou tempo de exposição no gelo vencido.
Consumo: Impróprio para consumo
Camarão Mole ou Semi-mole (blando)
Aparência: apresenta flacidez no corpo, com a casca muito fina e transparente.
Causa: camarão pescado na muda
Consumo: Pode ser consumido normalmente
Outros defeitos:
Areia nas vísceras: decorrente do fato do camarão ter ingerido areia, normalmente em épocas de muita chuva, ficando com um sabor peculiar. Se as vísceras forem retiradas, retornará ao sabor original. Sem nenhum problema para consumo.
O descongelamento correto do camarão é um ponto da mais alta importância, principalmente para o comerciante que irá expor seu produto descongelado em tabuleiros ou bandejas com gelo.
O camarão deve ser descongelado em um recipiente com água e gelo na temperatura de até 5º C, senão apresentará “Cabeça Vermelha”, prejudicando a aparência e a durabilidade do produto!
Jamais o camarão pode ou deve ser descongelado em água corrente com temperatura normal!
Já para o consumidor final, que adquire o camarão ainda congelado, o descongelamento na hora do preparo do prato, poderá ser feito rapidamente, em água corrente, micro-ondas ou mesmo água morna.
Fonte: