sexta-feira, 10 de maio de 2013

Frango - Desossar


DESOSSAR – não é essencial, mas valoriza muito o trabalho do cozinheiro, facilita bastante o serviço de mesa e (com recheio) garante muito mais a suculência interna.

O principal é garantir a integridade da pele, que manterá a forma da ave e vai segurar o recheio. Elimine os excessos de gordura nas bocas das duas cavidades (do pescoço e do abdômen). Comece tirando a fúrcula (o tal “ossinho da sorte”). Destaque então os membros (asas e coxas) desencaixando do tronco e cortando seus ligamentos.

Vem aí a parte mais trabalhosa: extrair o tronco. Com as pontas dos dedos “descole” o filé do peito e sassami dos ossos. Solte também, com cuidado, a pele do dorso do tronco. Neste ponto os ossos internos já podem ser todos retirados. Se desejar, extraia também o osso da sobre-coxa.

Costure a pele do pescoço com agulha e linha ou faça um pinçamento com palito(s) de dente ou um espeto fino de churrasco. Repita a operação na cavidade do abdômen.

Veja no Link  como desossar e a fonte desta postagem.
 
e depois de muita prática talvez chegue a desossar em 2 minutos.