quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Clube dos vinhos - Combinando comidas e espumantes


Combinando comida e espumantes
As festas de fim de ano já se anunciam no horizonte, e com elas, também chegam algumas dúvidas em relação aos vinhos e espumantes que farão parte da mesa durante as duas ceias (natal e ano novo).
A harmonização pode ser um dos pontos mais importantes na hora de escolher os espumantes que serão levados à mesa durante as festas, e por este motivo, vamos dar algumas dicas importantes para quem deseja saber mais sobre harmonização de espumantes.

Os fatores a serem observados

Para que seja feita uma boa harmonização de espumantes durante as festas de fim de ano, é essencial que certos fatores sejam observados, para que os resultados sejam sempre os melhores possíveis.
A harmonização nada mais é do que o ato de “casar” o vinho ou espumante ao prato que será servido durante a degustação, e para realizá-la da melhor forma possível, é muito importante saber mais sobre os pratos que serão servidos e também sobre as opções de espumantes mais populares para as festas de fim de ano.
Para realizar a harmonização de modo perfeito, é necessário procurar por opções que sejam perfeitamente sincronizadas, acompanhando as características dos pratos, para que as combinações resultantes não sejam desastrosas.
Você sabia que o espumante deve ser servido sempre bem fresco? Pois é, para garantir que a experiência de degustação seja a mais completa possível, o espumante deve sempre ser servido a temperatura entre 4 e 7 graus, ao contrário de outros tipos de vinhos.

Pratos leves

Como as festas de fim de ano ocorrem no Brasil durante o alto verão, o calor e as altas temperaturas acabam por influenciar na escolha dos pratos que compõem a ceia, tanto para o natal, quanto para o ano novo.
Pois a dica mais importante para quem deseja estabelecer um cardápio para as festas de fim de ano é procurar sempre escolher pratos mais leves, que irão permitir uma melhor harmonização para com os espumantes.
Harmonizar espumantes com pratos mais leves é muito mais fácil e menos suscetível a erros do que tentar fazer isto com pratos mais complexos e de paladar mais marcante, como opções picantes ou com molhos muito elaborados.
Com pratos mais leves, é possível harmonizar de modo muito mais eficiente praticamente todos os tipos de espumantes, o que torna mais difícil errar e cometer gafes.

Pratos doces

Já para os pratos doces, que também fazem parte do cardápio das festas de fim de ano, a melhor coisa é procurar harmonizá-los com espumantes que também são mais adocicados.
A melhor opção para este tipo de situação será sempre procurar por um espumante do tipo moscatel, por exemplo, que sempre “casa” muito bem com pratos mais doces, se equilibrando de modo interessante e agregando valor à experiência.

Os diferentes tipos de espumantes

Apesar de ser mais fácil harmonizar espumantes com pratos mais leves, é importante saber que há diferentes tipos de espumantes no mercado, sendo que conhecê-los poderá facilitar esta tarefa ainda mais.
Espumantes Blanc de Blanc são perfeitos para acompanhar frutos do mar, enquanto que espumantes Blanc de Noir, podem acompanhar carnes suínas, por exemplo.

Post Colaborativo por Clube dos Vinhos – Vinhos Online