segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Pratos famosos - Bacalhau à Gomes de sá



Navegando pelas páginas da web há algum tempo atrás achei esta reportagem, na Revista Gula – Ed 216 – que irei postar à colheradas. A matéria é antiga mas consegui uma brecha nos trabalhos para editar e postar.
Transcrição do texto de mesmo nome, publicado na revista Gula – ed. 216.
Texto de Carlos Eduardo de Oliveira

 Cozinhando com Amigos
Sabemos que toda receita tem sua origem, e muitas se tornam internacionalmente conhecidas. Porém, parte de sua história acaba se perdendo e muitas vezes nem sabemos por que alguns pratos têm determinados nomes e até mesmo se tornam ícones da gastronomia mundial. São nomes atribuídos à regiões e o que mais chama a atenção, são aqueles que têm seu nome atribuído a pessoas famosas.
E por conta dessa curiosidade, o escritor e professor Fabiano Dalla Bona, publicou o livro Fama à Mesa (Editora Tinta Negra – R$37,00), preenchendo uma lacuna histórica que interessa aqueles que não só apreciam esses pratos, mas também querem conhecer um pouco mais de suas histórias.
O livro nos mostra de forma agradável, a história de alguns pratos bem conhecidos e que levam o nome de reis, rainhas, políticos, músicos, cantores, atores e atrizes e até mesmo de pessoas que mesmo não sendo uma celebridade, passaram a posteridade justamente pela criação de determinada receita.
Cozinhando com Amigos, traz algumas dessas histórias, oferecendo ao leitor a oportunidade de conhecer um pouco mais da história gastronômica mundial.
Bom apetite!

Bacalhau à Gomes de Sá
O comerciante faliu, mas criou prato de fama mundial


Caso exemplar de prato tradicional batizado com o nome de seu real criador (embora não existam imagens confiáveis dele). Natural da Cidade do Porto, José Luís Gomes de Sá (1851-1926) era filho de um grande e próspero comerciante português de bacalhau. Com a morte do pai, José Luís herdou seu armazém. Mas, inábil com os negócios, faliu, o que o obrigou a procurar emprego como cozinheiro.
Arrumou colocação no afamado restaurante Lisboense, na capital portuguesa, onde criou a receita. Com uma recomendação: Caso se altere alguma coisa, algum ingrediente, ela já não é mais a mesma”. Aos poucos, o prato tornou-se bem popular – pois naquela época, o bacalhau não tinha o preço que tem hoje em dia. Sendo que um dos atributos que celebrizou-o foi o fato de Gomes ter colocado as lascas do nobre peixe para marinar em leite aquecido, deixando-as mais tenras e macias.